19 de outubro de 2010

Rabiscos e Poemas



*    *    *


 Relembrar certos hábitos, como o de ler poesia. Ler e sonhar com o que poder dizer, com o mundo que se pode criar com algumas palavras…
Resgatei, para isso, um texto que a alguns anos não saia da minha cabeça…


*    *    *

Natureza Íntima – Augusto dos Anjos

Cansada de observar-se na corrente
Que os acontecimentos refletia,
Reconcentrando-se em si mesma, um dia,
A Natureza olhou-se interiormente!
Baldada introspecção! Noumenalmente
O que Ela, em realidade, ainda sentia
Era a mesma imortal monotonia
De sua face externa indiferente!
E a Natureza disse com desgosto:
“Terei somente, porventura, rosto?!
“Serei apenas mera crusta espessa?!
“Pois é possível que Eu, causa do Mundo,
“Quanto mais em mim mesma me aprofundo,
“Menos interiormente me conheça?!”


*    *    *


E mais que apenas ler… é a vontade de criar… ir além…sonhar…
Inspiração que me mantinha ocupada, mas agora já se perdeu…


*    *    *


E com trechos dessa poesia, interpretando de forma livre e bem pessoal… eis um vídeo de 2006,  trechos do filme ‘Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças’.
Espero que goste…



(Pois é… meio Joel hoje… mas… ainda viro a Clem…pode deixar …rs)

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...