15 de abril de 2011

Caterpillar Girl


Sabe aquele dia em que apesar do dia anterior ter sido péssimo e um pouco mais, você simplesmente acorda e pensa “Poxa, que bom… Bom dia!…  Hoje estou animada e quero que saia tudo certo!” E não é por ser sexta feira, você acorda com aquela leveza e uma alegria sem igual. Separa uma roupa divertida, algo que queira muito vestir, mesmo que possa ouvir do seu irmão mega crítico cricri que pode não ter ficado muito legal. Se surpreender com o resultado, especialmente depois de perguntar ao seu mini guru fashion em formação o que ele achou e ouvir uma exclamação positiva. Se divertir com uma vontade de se arrumar, mesmo que sexta seja geralmente um dia mais casual.
Sabe quando mesmo que ainda meio perdida, você se encontra? Você gosta de certas coisas, sempre gostou, mas não tinha coragem de usar, não achava que ia ficar legal em você e tinha trocentas outras explicações para justificar sua falta de identidade visual. Sim, porque jeans, camiseta/blusa e All Star não cola.
Aí você começa e visitar blogs, ver que pessoas normais (tipo, não precisa ser modelete – alta e magra feito um bambu) podem e devem experimentar umas coisas diferentes, ou simplesmente legais. Nesse ponto ocorre uma mudança, uma inspiração tanto interna (sua, você cansada da mesmice) quanto externa (o que você vê, o que te inspira a querer mudar – revistas, tv, filmes, blogs, livros). Isso vai curtindo, remexendo e crescendo dentro de você até que realmente chegue ao ponto de externar essa vontade e ouse mais nas escolhas.
No meu caso, a ousadia ainda nem é tanta, mas um simples short+meia calça+ bota = revolução.rs
Mas a sensação de coragem de finalmente ser e mostrar o que gosta já é uma delícia. Não ligar para o nariz torcido daquela prima que acha seu gosto meio duvidoso só porque não ouve a mesma música ou gosta das mesmas coisas. Quem liga se não sou igual a você ou outra pessoa? Eu não ligo, até prefiro que seja assim.rs
O mais engraçado de tudo isso é que mesmo de longe, sempre tem um pouco de influência das amigas. Um toque, uma dica, uma coisa que faz você pensar em querer ser mais você mesma. Como assim? Bom, tenho uma grande amiga, que mesmo me dispensando da amizade, mesmo se afastando por motivos periféricos mas me incluindo no resultado final… mesmo com tudo isso, eu ainda amo e vou amar. Ela é uma figura única! Toda cheia de si, personalidade forte (do tipo ame-a ou deixe-a), passional, exagerada, teimosa… Enfim… mas ao mesmo tempo, mesmo que ela esconda, é um amor de pessoa, tem um coração enorme atrás da cara de má e dos looks fatais (sim eu acho que ela arrasa quarteirão…rs) Toda essa despreocupação com o que falam ou pensam, toda essa segurança… isso me ajudou a melhorar esse lado, minha autocrítica exagerada…rs
Aos poucos a gente se torna pessoas melhores (ou não) pela convivência, pelas influências… Nesse caso estou falando aqui só da minha postura no quesito vestuário e essas coisas, mas é bem mais do que isso, um buraco sem fundo de exemplos e de resultados diversos.
Como reflexo disso tudo dito, hoje me preocupo bem menos em ser ou não aceita pelas escolhas que faço. Uso as roupas que gosto, não me importo mais se vão gostar ou não, afinal quem escolhe, paga e veste sou eu. Quem tem que aprovar ou não sou eu…rs
Outra forma de reparar a mudança disso é o fato de me empolgar, me arrumar e depois até postar aqui esporadicamente algumas coisinhas… sinal de além de gostar me sinto bem e quero compartilhar esse momento. O rosto ainda vai riscado, mas sou eu ali… minhas escolhas, meu momento… Assim como acompanho blogs incríveis e que me inspiraram demais, quem sabe alguém pode olhar e sentir o mesmo… “Poxa, ficou bacana, posso tentar também!” Porque foi isso que eu pensei acompanhando a Lily, a Mel e a Aline (minhas visitas obrigatórias diariamente). Poxa eles são “gente como a gente”, porque eu fico encanado com essas coisas? Pois bem, não encano mais! Me permito ser eu mesma, mais leve, cheia de escolhas, de manias, de gostos e vontades… Uso mais saias, meia calça de bolinhas, vestidos, Oxfords, unhas escuras, num dia estou toda lady e/ou vintage e no outro já fui pro largado quase rocker… Que seja… sou várias em uma, cada dia numa sintonia, seja em música, filme ou livros… sou aquilo que quero ser…
Antes de encerrar o post, meus mais sinceros agradecimentos a todos que participaram e colaboraram de alguma forma para essa mudança toda… pode parecer pouca coisa pra quem lê ou passa no blog… mas pra quem conhece sabe do que estou falando…rs

Bjos


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...