1 de dezembro de 2011

Muito além de Harry Potter


Ontem meu irmão comprou o filme que faltava para a coleção dele, o último Harry Potter. Ok que nós já assistimos e conhecemos a história quase de cor, mas quem resiste a chegar em casa e colocar para assistir?
O Vi tem todos os filmes em edição especial, com extras e coisa e tal. Adoramos assistir os extras, os documentários e todo aquele material adicional. Não foi diferente, antes de colocar o filme lá fomos nós para o material especial, e a hora passando e cada vez ficando mais tarde...
Enfim, não fiz um post para hoje e ainda por cima me atrasei de manhã e assim também fez a condução, que além de mega atrasada veio mega lotada. Pensando no que escrever, em como não daria tempo de montar um post com look e em como eu não sabia sobre o que fazer... nada disso parecia fazer sentido com o filme, e todo o resto... Enfim, lembrei de um trecho do documentário sobre o final do filme, nele Daniel (aka Harry) falando de como as relações entre todos envolvidos com o projeto, como tudo era relacionado com aquela convivência e que acabado o filme eles deixariam de ter esse ponto em comum, precisando criar outras formas de manter o elo, criando, descobrindo outros modos de manter essa conexão. Sobre como esse tempo junto parece dar um vazio agora que essa rotina acabou.
Não pude evitar de relacionar isso com tantos outros fatos, tantos outros momentos pelos quais passamos e como as relações que construímos podem ou não sobreviver ao término de uma rotina que as iniciou. E pensei nisso justamente por lembrar de algumas amizades que se mantiveram firme depois de anos de escola e faculdade que ainda hoje são muito vivas. Seja a amiga/irmã que conheço desde a segunda série do primário que agora é minha comadre também...rs... ou das minhas queridas amigas da faculdade que ainda hoje saímos para o nosso obrigatório e divertidíssimo clube da luluzinha, com passeios quase semanais, dependendo da nossa disponibilidade. A rotina que nos mantinha juntas acabou, mas conseguimos passar disso e manter essa relação de amizade e convívio apesar da correria e distância.
Acho que essa é uma das razões pelas quais me emociono com esse final, com o filme, o livro e com esses documentários sobre o término. É bem aquilo, você cresce junto com algumas pessoas e um certo ambiente, vem o tempo e depois vai cada um para o lado, tudo muda... Mas é bom saber que mesmo mudando, algumas coisas permanecem lá...
Fico feliz por essas pessoas estarem próximas...e sou muito grata por isso!

No fim, acho que fui muito além do filme, do documentário e todo o resto, na verdade acho que passei longe do conteúdo dele aqui...rs


Bjos

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...