9 de janeiro de 2012

Hard to say goodbye

Meu primeiro aniversário (sim eu sou essa coisinha de vermelho..rs) e ele todo sorridente ali ao fundo.

Não tive tempo nem cabeça para cancelar o post de sexta... tinha programado na quinta à noite sem imaginar o que viria a seguir. Na madrugada de sexta meu avo passou mal e não suportou, nos ligaram para ir ao hospital e logo cedo meu pai ligou com a triste notícia... É estranho como a gente leva um tempo para conseguir associar tudo, a ficha não cai tão facilmente quanto parece...
Então foi um dia bem estranho, optei em ir com minha mãe ver as partes práticas... Mesmo estranhando tudo, foi bom para começar a trabalhar a situação... compreender, aceitar... sei lá...
Reencontrar familiares e compartilhar tudo aquilo... cada pessoa e cada abraço ajuda a trazer de volta aos eixos a cabeça, mesmo quando ela nem parece estar mais ali...
Ele vai fazer falta... muita falta... o natal desse ano (2011) foi o primeiro em que ele não esteva presente e foi o primeiro em anos que não tiramos a foto da família reunida... já tinha sido estranho, agora vai ser definitivamente um vazio...
Uma triste realidade, mas... agora é rezar bastante por ele, pra que esteja bem onde quer que esteja... e e sei que ele está num lugar muito bom...
A parte mais difícil foi a despedida, de um companheiro de uma vida... Mas a vozinha foi firme e forte, mais do que a gente podia imaginar... com a certeza de que ele está bem e tranquilo...

Agora é dar tempo ao tempo para a cabeça voltar ao lugar...

E mais uma vez um desabafo... mais uma vez uma homenagem... 


2 comentários:

Tati disse...

Clau, só queria estar aí para dar um abraço bem apertado. Como não estou, sinta o meu carinho com essas palavras. Chorei aqui lembrando do meu avozinho que também se foi esse ano e me consolando com as suas palavras.
Beijos e fica bem!
Tati

Clau disse...

Obrigada Tati, por todo o carinho.
Bjos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...