9 de novembro de 2012

Pensamentos avulsos e um pseudo diário de viagem...

Uma bobagem, mas às vezes é preciso atravessar o oceano para finalmente ver melhor algumas coisas. Não estou falando de diferenças políticas sociais, porque nem muito minha praia falar disso (mas sim, as diferenças são chocantes e absurdamente gigantescas)... Venho aqui desabafar um pouco sobre algumas reflexões muito mais pessoais do relevantes nesses quesitos sociais e tantos outros pontos de vistas...
Bom, como já vinha postando por aqui e mesmo que acompanhava o blog, eu estava nessa fase de transição, em que que estava tendo um pouco mais de "coragem" de ousar e usar coisas que antes só achava bacana, mas nada de ter "culhões" de por em prática...rs Assim, estava aprendendo a me soltar mais, não só em roupas, mas em vários aspectos do meu comportamento e principalmente em algumas pequenas (grandes) coisas.
E nessa viagem eu consegui aprender algumas coisas, como a relaxar. Mesmo tendo feito tudo por nossa conta (passagens, reservas, seguro), mesmo surtando estudando tudo o possível sobre o lugar, as coisas para fazer, e principalmente mesmo tendo programado algumas coisas para fazer... consegui segurar a ansiedade e apesar de alguns breves surtos de quando as coisas não saíam bem como o planejado, eu aprendi a controlar essa ansiedade de algum modo e a saber que não preciso ter o controle de tudo e que seguir sem tantas regras é bacana, e divertido.
Ajuda bastante ter como companheiro alguém que suaviza essa neura, alguém com paciência o bastante para te ajudar a respirar fundo e tentar recomeçar com mais leveza. E a isso sou grata, por que sem isso acho que eu teria infartado...rs
É interessante também ver que a gente se preocupa com o que os outros vão pensar até da cor da sua meia... sim, eu era desse nível de neura...rs E depois de ver um outro lugar, com tanta gente diferente e ninguém pra olhar e torcer o nariz por um look que não agradou, sem pessoas te julgando pelo que você veste e convivendo pacificamente com as inúmeras diferenças (comportamento, roupas, crenças, étnicas, etc) eu me senti definitivamente uma idiota, das grandes. Dei o exemplo das meias antes, porque elas foram os exemplos mais simples e comprovados...rs... comprei meias coloridíssimas, com listras e tudo o mais... sinceramente, antes não compraria, ficaria no básico... é bobagem?! Sim, mas minha bobagem que agora se desfez. Um exemplo de como a gente às vezes se preocupa com tão pouco.
Essa virada de perspectiva vem pra ajudar nesse processo de diminuir o efeito "drama"... acho que ainda tenho salvação...rs

Honestamente, até esperava entrar no surto compulsivo e sair comprando tudo que via em blogs e dicas de makes... mas para minha surpresa, não entrei nessa onda. Optei por algumas coisas que realmente me interessavam e algumas outras por diversão pura e simples. Mas nada de surto, claro que salvo a sessão de produtos culinários, mas estou super e mais que desculpada já que eram coisas boas, práticas e super pechinchas (ainda mais se comparando os preços aqui...rs). Ah, Claudia em fase de artes culinárias e trabalhos manuais, depois de tanta coisa linda...aiaiai....só suspirando e planejando as missões...rs
O consumismo ficou para as comidas, doces, bebidas e as experiências mágicas de finalmente poder conhecer (ainda que rapidamente - sim, 2 semanas é pouco tempo para fazer tudo que eu tinha em mente) um lugar com o qual você sonha desde sempre, ver e tocar história... Fizemos passeios por conta própria caminhando pela cidade, e alguns lugares mais longinho do centro de trem e ônibus. Compramos alguns pacotes locais para outros condados e lugares longes... Conversamos e sentimos um pouco do que é Dublin e arredores... nos apaixonamos definitivamente por todo e cada detalhe...e de presente ficaram as fotos, os vídeos, as lembranças, a vontade e a certeza  de que mesmo que demora e mesmo com o plano de conhecer o mundo, ainda voltamos...

Desculpe o post longo... tenho andado meio desligada...rs

Bjos

2 comentários:

Leeh Trindade disse...

É engraçado como a gente se preocupa com cada coisa tonta, né? Também sou neurótica assim de me preocupar com o que os outros vão achar de cada detalhe da minha roupa! Mas aos poucos estou aprendendo a me controlar! A minha neura é maior com a limpeza da casa! hahaha
Ahh e depois do blog achei que fosse ficar mais consumista mas foi ao contrário, vejo tanta coisa linda que ao invés de querer comprar fico só olhando mesmo! Agora se um dia eu for viajar pra fora do país vai ser difícil controlar mesmo, até pq é tudo mais barato lá né? rsrs
Posta mais umas fotos da viagem pra gente ficar babando??? rsrs

beijo
www.misssainha.com

Clau disse...

Oi Leeh,
Pois é, e nem se de roupa vivia minha preocupação... agora aprendi a desencanar mais... a roupa foi exemplo pro tamanho do drama...kkk
Quanto ao ser mais barato, tem coisas que sim (claro) mas algumas deixei pra ver por aqui mesmo...na conversão saia elas por elas....mas como diz o lema de viagem...quem converte não se diverte...rs

As fotos virão, preciso só organizar tudo primeiro...rs

bjos obrigada!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...